NOVIDADES

♥ Anuncie aqui! Fale conosco!

DESAFIOS DA AMAMENTAÇÃO VI: Amamentação e Prematuridade

Ter um bebê prematuro é algo absolutamente inesperado. É precipitado, assustador e provoca uma insegurança imensurável em qualquer pessoa, principalmente na mãe que jamais se imaginou indo para casa sozinha sem o seu tão esperado bebê.

Mas o que de mais assustador pode acontecer perante essa gestação interrompida ou esse parto prematuro inesperado?

Entre tantos os contextos possíveis de abordar nesse post, quero falar sobre como essa mulher se sente, como está o seu sentimento em relação a isso e como serão os próximos dias dessa família prematura.

Quando temos um bebê prematuro temos uma família prematura. A família de um bebê prematuro também não está pronta, precisa ser cuidada, ser orientada e conduzida. A amamentação é um dos diversos fatores que neste momento são desassistidos, pois o foco é atender e acompanhar o desenvolvimento do bebê, o ganho de peso, tratar o amarelão (icterícia neonatal), a infecção e repassar as várias sondas e acessos perdidos naqueles minúsculos corpos. Esquecidos pelo caos, essa família se torna invisível frente à situação do bebê.

O amparo à família, em especial à mãe pode ser favorecido através do vinculo da amamentação. Onde essa mãe se sente empoderada, responsável por nutrir o seu bebê mesmo que por uma sonda, mesmo que sejam gotinhas – que valem ouro. Entender sobre colostroterapia e sua importância, preparar essa mãe para manter a produção, estimulando o peito a produzir leite até que o seu bebê possa sugar efetivamente, são algumas das inúmeras possibilidades que podem ser ofertadas.

Mas acima de tudo, o que essa mãe precisa é ser enxergada como parte do processo de reabilitação do seu bebê, ser convidada a contribuir da forma mais generosa, mais materna, mais efetiva possível, através da amamentação.

Não tenho dúvidas, e ninguém deve ter do poder que tem uma mãe de prematuro. Ela tirará forças de onde ninguém vê, será surpreendente na sua função mais visceral e com certeza fará toda a diferença para a vida do seu bebê, pois ele recebeu desde o inicio o melhor alimento do mundo – o leite materno.