NOVIDADES

♥ Anuncie aqui! Fale conosco!

O que o bebê sente de dentro da barriga?

Com o decorrer das semanas de gestação, o bebê começa a sentir muitas coisas de dentro da barriga da mamãe. Você já parou pra pensar nisso?

CORAÇÃO DA MAMÃE: a partir da 10º semana o embrião já pode perceber o batimento cardíaco da mãe. É exatamente por isso que recém-nascidos ficam muito mais calmos se colocados no colo, perto do coração. O barulho remete aos meses de segurança que ele teve dentro do útero.

MUDANÇA DE POSIÇÃO: a partir da 17º semana o sistema de equilíbrio do feto já está formando. Por isso, ele sente quando a mãe muda de posição – senta, deita, levanta ou agacha.

SONS EXTERNOS: os sons, ao passar pelas camadas de tecido da barriga, chegam abafados no útero, mas o feto, entre a 18º e 25º semana está com o sistema auditivo todo formado e, por isso, escuta o que acontece do lado de fora da barriga. Vozes, músicas e ruídos são claramente percebidos. Por isso, é muito importante conversar com ele. Após o nascimento, pesquisas indicam que o bebê pode identificar os sons, fator que também contribui para a sua sensação de segurança.

TOQUE: a partir 20º semana, os pequenos também sentem o toque. Carinhos na barriga e brincadeiras através de estímulos e balanços são percebidos por ele.

FUNCIONAMENTO DO CORPO: a partir das 33º semana o feto é capaz de ouvir todo o funcionamento do corpo da mãe. O funcionamento do intestino e do estômago e a respiração fazem parte da ambientação sonora do mundo restrito daquele serzinho.

MOVIMENTOS DA MÃE: o ato de levantar, sentar ou agachar faz com que o bebê seja constantemente tocado pelo corpo da mãe. Para ele, os movimentos funcionam como uma massagem. Após o nascimento, é muito importante continuar estimulando o corpinho dele com massagens para que a segurança do útero seja reproduzida.

NERVOSO E ESTRESSE: embora o bebê não compreenda o que está acontecendo, ele sente as consequências - ao ficar nervosa ou estressada, a mulher tende a liberar hormônios como cortisol e adrenalina, que chegam ao feto através da corrente sanguínea. Como consequência, o batimento cardíaco dos dois aumenta

FELICIDADE: assim como o estresse e o nervoso, o feto também sente quando a mãe está feliz, isto porque ocorre a liberação de hormônios como serotonina e endorfina, que também chegam ao útero.